Banco do Brasil e Caixa anunciam liberação de crédito

Banco do Brasil e Caixa anunciam liberação de crédito

Banco do Brasil e Caixa anunciam liberação de crédito
Imagem: Divulgação

O Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal vão oferecer crédito para empresas com dificuldades financeiras por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O anúncio foi feito pelos presidentes da Caixa, Pedro Guimarães, e do Banco do Brasil, Rubem Novaes, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, após reunião no ministério, em Brasília.

O Covid-19 foi relatado no fim do ano passado na cidade Wuhan, na China. Ainda não está claro como ocorreu a mutação que permitiu o surgimento do novo vírus. O vírus responsável pelo Covid-19 é apontado como uma variação da família coronavírus. Os primeiros foram identificados em meados da década de 1960, de acordo com o Ministério da Saúde.

O presidente da Caixa informou que serão destinados R$ 30 bilhões para compra de carteira de crédito consignado e de financiamentos de carros de bancos médios, caso essas instituições financeiras tenham dificuldades; R$ 40 bilhões para capital de giro, principalmente para empresas do setor imobiliário e as pequenas e médias; e R$ 5 bilhões para o crédito agrícola.

“A Caixa é hoje o banco com o maior índice de capitalização, que é o Índice de Basileia [indicador que mede o grau de alavancagem financeira de uma instituição financeira], acima de 19%, e com mais de R$ 300 bilhões de títulos públicos. O que significa isso? A Caixa tem amplo espaço para emprestar. Os R$ 75 bilhões são apenas 10% da nossa carteira de crédito”, disse o presidente da Caixa.

O Senado já aprovou medidas econômicas que contribuirão para a economia no Brasil enquanto a pandemia estiver presente no país. A solicitação do prolongamento do seguro-desemprego, solicitado ao Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) é um exemplo. 

O Fundo Monetário Internacional (FMI) já pediu ações coordenadas para impedir o agravamento social e econômico nos países atingidos pela pandemia.   

Fonte: Agência Brasil

Comente aqui

%d blogueiros gostam disto: