Emissão de certificado digital à distância

Emissão de certificado digital à distância

O Governo, por meio da Medida Provisória 951/2020, autorizou a emissão de certificado digital à distância.

Emissão de certificado digital à distância
Imagem: Techtudo / Reprodução

A Medida Provisória nº 951, editada pelo Governo Federal na quarta-feira (15), autorizou a emissão não presencial de certificado digital, reduzindo a burocracia para quem precisa e não consegue acesso ao serviço. Dessa forma, os agentes de registro, empresas responsáveis pela emissão de certificados digitais, deverão observar as normas técnicas da ICP-Brasil.

A medida também autoriza o uso do Sistema de Registro de Preços (SRP) na aquisição de bens, serviços e insumos destinados ao enfrentamento da Covid-19 (com dispensa de licitação). O SRP será usado quando a compra ou contratação for feita por mais de um órgão público.

Segundo a Medida, o órgão gerenciador estabelecerá prazo de 2 a 4 dias úteis, contado da data de divulgação da intenção do registro de preço, para que outros órgãos manifestem interesse em participar do processo. Ainda de acordo com a MP, os prazos de prescrição das sanções administrativas previstas na Lei de Licitação, na Lei do Pregão e na Lei do Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC) serão suspensos.A Medida Provisória trouxe, também a revogação do dispositivo da MP 930/2020 que dava proteção legal à diretoria colegiada e servidores do Banco Central.

Serviços de Telecomunicações

Já a Medida Provisória 952, prorrogou o prazo para pagamento de tributos incidentes sobre a prestação de serviços de telecomunicações.As taxas são:

  • Taxa de Fiscalização de Funcionamento;
  • Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica (Condecine); e
  • Contribuição para o Fomento da Radiodifusão Pública (CFRP).

O pagamento dos tributos em referência (com vencimento original em 31/03/2020) tiveram os vencimentos estabelecidos para a seguinte forma:

  • Parcela única, com vencimento em 31/08/2020;
  • 5 (cinco) parcelas mensais e sucessivas, com vencimento no último dia útil de cada mês, com a 1ª vencendo em 31/08/2020.

Fonte: Contabilidade na TV

Comente aqui

%d blogueiros gostam disto: